Artigos

ANSIEDADE NORMAL E PATOLÓGICA

Até certo ponto é normal sentir preocupação ou ansiedade diante de situações desafiadoras, tais como uma entrevista de emprego, um exame difícil ou um primeiro encontro. Mas, se as preocupações e medos impedem alguém de viver a vida normalmente ou do jeito que gostaria, pode ser que esse alguém esteja sofrendo de Transtorno de Ansiedade. Há vários tipos e Transtornos de Ansiedade - assim como diferentes formas e estratégias de tratamento. Uma vez diagnosticado um Transtorno de Ansiedade há alguns passos que podem ser seguidos para reduzir os sintomas e retomar o controle sobre a própria vida.

A ansiedade é a resposta natural do corpo ao perigo, um alarme automático que é disparado quando nos sentimos ameaçados, sob pressão ou enfrentando uma situação de estresse.

Quando leve ou moderada a ansiedade não é propriamente algo ruim, uma vez que se trata de um sinal de alerta de que algo não está bem e nos motiva à busca de solução de problemas. Porém, quando a ansiedade é constante ou muito intensa e frequente a ponto de interferir com nossos relacionamentos e atividades normais ela cruza a linha da normalidade e se torna doença, entrando no território dos chamados Transtornos de Ansiedade.

Quando alguém desconfia que está sofrendo de um nível de ansiedade que pode ser patológico e pode requerer ajuda profissional o primeiro passo é saber se está sofrendo de algum tipo de Transtorno de Ansiedade. Esse diagnóstico deve ser feito por um médico, de preferência o psiquiatra, no entanto, há algumas questões que podem ajudar a decidir se é hora ou não de buscar ajuda profissional:

Se você se identifica com um desses 7 sinais e sintomas, de modo frequente ou persistente, é provável que esteja sofrendo de algum Transtorno de Ansiedade.

1. Você se sente constantemente sob tensão, preocupado(a) ou com a sensação de estar "no limite"?
2. Sua ansiedade interfere em seu rendimento profissional, escolar ou relacionamentos familiares e sociais?
3. Você se sente atormentado(a) por medos que você sabe serem irracionais, mas que não consegue afastar?
4. Você acredita que algo de ruim pode acontecer se certas coisas não forem feitas de determinada maneira?
5. Você evita situações ou atividades do dia-a-dia porque elas lhe causam ansiedade?
6. Você experimenta ataques súbitos, inesperados de medo, acompanhado de sintomas físicos, sem razão aparente?
7. Você tem a sensação de que algo perigoso ou catastrófico pode acontecer a qualquer momento e em qualquer lugar?

Sinais e sintomas de Transtornos de Ansiedade

Como os Transtornos de Ansiedade são um grupo de condições relacionadas entre si, mais do que uma único transtorno, eles podem assumir diferentes apresentações de pessoa para pessoa. Algumas pessoas podes sofrer de ataques intensos de ansiedade que ocorrem sem aviso prévio, enquanto outras podem tê-los diante de situações específicas. Algumas podem se sentir muita ansiedade ao dirigir ou ao ter pensamentos intrusivos. Outras podem viver em uma condição de tensão constante, preocupadas em relação a tudo ou qualquer coisa, mesmo sem motivo concreto.
Independentemente de suas diferentes formas todos os Transtornos de Ansiedade compartilham um sintoma comum: um medo ou preocupação persistente e severo em situações nas quais a maioria das pessoas não têm qualquer problema.

Sintomas Emocionais de Ansiedade:

- Sentimentos de apreensão ou pressão.
- Atenção excessiva a qualquer sinal de perigo.
- Antecipação de coisas ou situações ruins.
- Dificuldade de concentração.
- Sensação constante de inquietude e agitação.
- Irritabilidade.
- Sentir que sua mente está fora de controle (que pode chegar ao "medo de enlouquecer").

Sintomas Físicos de Ansiedade

A ansiedade é mais do que apenas um sentinmento. Como produto da resposta de luta-ou-fuga do corpo a ansiedade envolve uma grande gama de sintomas físicos. Devido aos inúmeros sintomas físicos possíveis não é rara que as pessoas que sofrem de ansiedade frequentemente pensem que estão sofrendo de alguma doença física e podem procurar muitos médicos ou muitos especialistas fazendo inúmeras consultas em serviços de emergência além de inúmeros exames antes que sua ansieade seja diagnosticada.

Entre os mais comuns sintomas físicos de ansiedade incluem-se:

- Agitação do coração (palpitações aceleradas ou disritimadas).
- Suor excessivo (mesmo que não esteja fazendo calor), principalmente na palma das mãos.
- Dores de cabeça.
- Mal estar gástrico (asia, náuseas, dor, queimação, "frio na barriga").
- Tontura.
- Cólicas abdominais, evacuações frequentes, podendo até mesmo chegar à diarreia.
- Aumento da frequência urinária ou sensação de urgência em urinar.
- Respiração curta e acelerada.
- Tensão e tremor muscular, acompanhadas frequentemente de dores musculares.
- Algum grau de insônia.

Ligação entre Ansiedade e Depressão:

Muitas pessoas que sofrem de ansiedade também podem sofrer de depressão em algum momento. Acredita-se que ansiedade e depressão se originam das mesmas vulnerabilidades biológicas, o que explica porque os dois transtornos frequentemente andam lado-a-lado. Uma vez que a depressão torna a ansiedade pior (e vice-versa) é importante que o médico investigue as duas possibilidades ao fazer o diagnóstico. 

Sintomas de Ataque de Ansiedade (pânico):

Os ataques de ansiedade, também conhecidos como ataques de Pânico, são episódios agudos de medo intenso que usualmente ocorrem de forma súbita sem aviso e sem causa aparente. Alguma vezes estão relacionados a alguma situação disparadora, como entrar em um elevador ou estar em um lugar com muita gente, como um supermercado, mas, muitas vezes, surge de forma totalmente inesperada.

Os ataques de pânico normalmente duram cerca de 10 minutos e raramente mais do que 30 minutos. Mas, durante esse curto intervalo de tempo, a sensação de terror que a pessoa sente pode ser tão grave a ponto de ter a sensação de que vai perder o controle, enlouquecer ou até morrer. Os sintomas físicos dos ataques de pânico são tão assustadores que muitas pessoas acreditam que etão tendo um ataque cardíaco. Após o ataque passar é comum que a pessoa fique com medo de ter um novo ataque, principalmente em um lugar públcio onde não pode contar com alguma ajuda ou do qual seja difícil escapar.

Sintomas de um Ataque de Pânico:

- Surgimento súbito de uma sensação de medo intenso.
- Sensação de estar perdendo o controle ou enlouquecendo.
- Palpitações pré-cordiais ou dor no peito.
- Sensação de morte iminente.
- Sensaçaõ de falta-de-ar ou de sufocação.
- Hiperventilação (respiração acelerada).
- Calorões ou arrepios de frio.
- Tremor muscular ou sentir todo o corpo tremendo e sacudindo.
- Sensação de náusea ou aperto no estômago.
- Sensação de estar sendo desconectado da realidade ou perda do senso de identidade (desrealização ou despersonalização).

É importante buscar ajuda se você está começando a evitar determinados lugares ou situações por medo de ter um ataque de pânico. A boa notícia é que os ataques de pânico são altamente tratáveis. A maioria das pessoas já começa a se sentir melhor imediatamente ou em poucos dias de tratamento. 

Outros Transtornos de Ansiedade:

Existem 5 tipos diferentes de Transtornos de Ansiedade, de acordo com os sintomas predominantes.

- Transtorno de Ansiedade Generalizada
- Transtorno de Pânico (tecnicamente, Transtorno de Ansiedade Paroxística)
- Transtorno Obsessivo-compulsivo (mais conhecido pela sigla "TOC")
- Fobias
- Transtorno de Ansiedade Social (também conhecido como Fobia Social)
- Trantorno de Estresse Pós-traumático

 

Rubens Mário Mazzini Rodrigues, MD

Médico Psiquiatra - Porto Alegre - RS - CREMERS 9760
A Psiquiatria para mim, mais do que uma profissão, é um caminho para a realização de meu propósito de vida, que é a dedicação à tarefa de buscar, encontrar e ajudar a desenvolver meios de elevar o nível de consciência da humanidade em geral e ajudar a melhorar a qualidade de vida pessoal e dos relacionamentos humanos, de modo a favorecer o desenvolvimento de uma sociedade mais capaz de valorizar e promover a vida, promover a dignidade humana e, assim, contribuir para incrementar as possibilidades de satisfação, felicidade e realização para todo ser humano. Na minha visão a Psiquiatria vai além de apenas diagnosticar e tratar doenças através de uma abordagem exclusivamente organicista e farmacológica. Procuro praticar a Psiquiatria integrada com a Psicoterapia e quaisquer outras técnicas e práticas que possam contribuir para a promoção da saúde e qualidade de vida. A boa saúde mental é decorrência de um cuidado geral e integrado pela vida em todos os aspectos: orgânico, mental, emocional, existencial e espiritual.
A PSIQUIATRIA é o ramo da Medicina que lida com a prevenção, atendimento, diagnóstico, tratamento e reabilitação das doenças mentais, sejam elas de cunho orgânico ou funcional, tais como Depressão, Transtornos de Ansiedade, Transtorno Bipolar, Esquizofrenia entre outros. A palavra Psiquiatria deriva do Grego e quer dizer "arte de curar a alma".

Contato e Marcação de Consultas

Consultório: Rua Padre Chagas, 140 conj 201 - Moinhos de Vento - Porto Alegre
Telefone: 51 3222 8000 - Celular: 51 98127 4595 - E-mail: rubens.mazzini@yatros.com.br

Política de Uso de Conteúdo

  • Qualquer conteúdo desse site pode ser utilizado e compartilhado livremente desde que citada a fonte ou incluído um link para o endereço do site:
  • http://www.yatros.com.br

Facebook